Segurança 11 de Janeiro de 2017 - 07:39:29

Dois detentos não retornaram em Tubarão

Foto: Divulgação / DS

Foto: Divulgação / DS

O Departamento de Administração Prisional - Deap de Santa Catarina divulgou ontem o relatório do retorno de presos que ganharam o benefício da saída temporária de Natal e fim de ano. Em Tubarão, apenas dois apenados não retornaram.

Dos 1.835 presos que saíram para passar as festas de fim de ano com a família, 65 não retornaram, o que corresponde a uma taxa de evasão de 3,5%. Dos foragidos, 11 já haviam sido recapturados na segunda-feira.

Dos 86 presos que receberam o benefício no Presídio Regional de Tubarão, apenas um não retornou. No Presídio Feminino foram 39 as beneficiadas e uma também não voltou.

Para o diretor do Deap, Deiveison Batista, o bom índice está relacionado aos avanços comportamentais conquistados em razão da oferta de atividades laborais dentro das unidades prisionais do Estado.

“Quando o apenado tem a oportunidade de um trabalho e está sendo ressocializado, fica muito mais difícil voltar ao mundo da criminalidade”, avalia.

O benefício da saída temporária está previsto na Lei de Execuções Penais - LEP e é concedido pela Justiça aos presos que estão no regime semiaberto e já cumpriram uma fração da pena – pode variar de um sexto a dois quintos, dependendo do crime. O outro critério está associado ao bom comportamento. Em 2016, a saída temporária ocorreu entre os dias 19 e 31 de dezembro. Os retornos estavam previstos entre os dias 26 de dezembro e 8 de janeiro de 2017.

Ainda de acordo com o diretor do Deap, o perfil dos apenados que não retornaram aos presídios normalmente é o de detentos que já têm a intenção de praticar novos delitos, tanto que, segundo ele, muitos são recapturados cometendo outros crimes. Deiveison explica que os que não retornaram são considerados foragidos e que o índice de recaptura também é alto.

Com informações do Jornal Diário do Sul

No Sul in Foco o anúncio da sua empresa pode ter mais 1 milhão de visualizações por mês. ANUNCIE
(48) 9692-2444 / (48) 9692-2425 / (48) 9974-0192
Sul in Foco - Portal de Notícias - Todos os direitos reservados © 2015